MarilÁ DARDOT

 
mariladardot_artista.jpg
 
 

Marilá Dardot é Mestre em Artes Visuais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2003).

Trabalha com diversos meios, como vídeos, fotografias, gravuras, esculturas, pinturas, ações, instalações e site-specifics, sendo a linguagem e a literatura suas fontes de inspiração constante. Alguns de seus projetos propõem participação do público e colaborações com outros artistas.

Exposições individuais mais recentes: Lisbon blues (nanogaleria, Lisboa, 2018), Bienvenidos (Arredondo \ Arrozarena, Cidade do México, 2017), Interdito (Galeria Filomena Soares, Lisboa, 2017), Guerra do Tempo (Chácara Lane, São Paulo, 2016) e Diário (Sesc Palladium, Belo Horizonte, 2015). Dardot criou projetos ao ar livre para Montalvo Arts Center (EUA), Inhotim, (Brasil) e The Wanås Foundation (Suécia). Participou de diversas exposições coletivas no Brasil (incluindo Bienal de São Paulo em 2006 e 2010), Portugal, Espanha, Holanda, Turquia, Doha, Japão, Estados Unidos, Noruega, México e outros.

Residências: Lucas Artists Residency Program (EUA, 2018), Galerias Municipais / EGEAC, Capital Ibero-Americana da Cultura 2017, ( Portugal, 2017), Casa Wabi (Mexico, 2015), Krizinger Projekte (Austria, 2014).

Prêmios: 1o Prêmio Ibram de Arte Contemporânea (2011), 5o Prêmio Sergio Motta de Arte e Tecnologia e Prêmio CNI SESI Marcantonio Vilaça para as Artes Plásticas (2004), Bolsa Pampulha (2003), Prêmio da Mostra Rio Arte Contemporânea 1 (2002). 

Coleções: Inhotim, Coleção Gilberto Chateuabriand, Museu de Arte Moderna de São Paulo, Pinacoteca do Estado de São Paulo, Museu de Arte da Pampulha e Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães, Colecção Madeira Corporate Services Drawing Collection, The Sayago & Pardon Collection em Los Angeles e Fundación Otazu, entre outras.

Marilá é representada pela Galeria Vermelho - São Paulo e Arredondo Arozarena - México


Confira o projeto Lisbon Blues, Tiles de Dardot para 55SP